Mandiocaço

É a música campeira pedindo cancha e alegrando os gaúchos de todas as querências. É a exaltação do gauchismo e do apego pelas coisas simples do pago.

E tivemos mais outro evento do qual não tivemos condições de participar, por motivo de outros compromissos, mas que recebemos um relatório de outro correspondente voluntário para assuntos campeiros, o nosso parceiro João Jerônimo.

Soubemos que foi muito lindo de ver a III edição do Mandiocaço, que aconteceu lá em Rodeio Bonito, Rio Grande do Sul…

Vamos explicar o que é o Mandiocaço: prá deixar esse povo bem informado sobre esse festival realizado pela família Neves da Fontoura, conhecidos como “Os Mandioca”, que inventou uma forma criativa de reunir os membros da família.

 

Os Mandioca

Os Mandioca

Bah! Criativa mesmo, pois se trata de um festival de música onde participam músicas inéditas compostas pelos próprios parentes e, além disso, convidam algumas pessoas de convívio comum.

 A coisa funciona mais ou menos assim: no Mandiocaço, os músicos que quiserem participar terão que apresentar uma música, com letra e canção inéditas. Há, além da premiação para os três primeiros colocados, uma premiação simbólica para o melhor intérprete, melhor letra, música mais popular e melhor instrumentista.

 E isso ganha ares de festival de grande porte. Todos empenhados em promover e prestigiar a união familiar nestes encontros, tendo a música apenas como pretexto para o “mosquêdo”.

 Mas com certeza, e te falo de baita pretexto, e eu Bragas, tive a oportunidade de participar da 2ª edição, e vô dizê uma coisa prá vocês gurizada: Que momento!!! Nessa oportunidade tinha em torno de 150 pessoas entre familiares e convidados. Só prá vocês terem uma idéia do nível da côsa…

 E diz que além da música que os concorrentes têm que levar pronta de casa, e são apresentadas no sábado à noite, também tem o “chasque” que é o tema lançado, após a premiação, pra se compor uma letra e musica inéditas para o domingo e estas musicas acabam ficando tão boas e as vezes melhores do que as do festival.

 É bem desse jeito. É só alegria e divertimento. E me lembrei que tem até o troféu “Ganso de Ouro” que é conferido ao participante da festa que mais se anestesiou…hahaha e temo um amigo aí que se fosse já teria o prêmio garantido….

 Eu ia justamente dizê a mesma coisa… Mas contamos o milagre e não vamos dizer o nome do santo…

 Mas não é devalde que esse encontro festivo tem uma vertente musical, pois o João Jerônimo, baita gaiteiro, o Matheus Neves da Fontoura (pinto), compositor já conhecido no meio musical, o André Vidal Neves da Fontoura (Melado), o Rodrigo Neves da Fontoura (Cheroso) e o Tio Dorinho (Isidoro Neves da Fontoura) todos são metidos a facão sem cabo quando se trata de música. Parabéns pela iniciativa!!!

Ensaio

Já divulgamos esses eventos campeiros, agora acho que ta na hora de música… porque este é o …Linha Campeira…O teu companheiro de churrasco.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: