Nova linha de crédito atende recuperação de pasto degradado no Mato Grosso

Pecuaristas de Mato Grosso estão animados com a aprovação de uma nova linha de crédito disponibilizada pelo Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO). O recurso atenderá produtores que querem recuperar áreas de pasto degradado.

Desde 2005 a área ocupada com pasto em Mato Grosso se manteve praticamente estável. Houve um incremento de apenas cem mil hectares, sendo que nos últimos três anos não foram registrados avanços. Desde então as pastagens ocupam cerca de 25,8 milhões hectares, pelo menos 34% estão degradados.

O pecuarista Luiz Carlos Meister é dono de uma fazenda em Acorizal, na baixada cuiabana. Ele planeja fazer a recuperação total de 150 hectares degradados e reforçar a adubação de outros 300. O gasto total será de R$ 270 mil, dinheiro que deve ser financiado.

O produtor pode ser beneficiado pela nova linha de crédito do FCO. O recurso, contemplado pelo programa Agricultura de Baixo Carbono, poderá ser financiado em até 12 anos, quatro a mais do que o prazo máximo permitido anteriormente. A carência é de três anos e os juros variam de 4,2% a 7,2% ao ano para os pecuaristas adimplentes.

Para quem tem pendências, as taxas anuais vão de 6,75% a 8,75%. A medida atende a uma reivindicação do setor, que considerava o prazo de oito anos insuficiente para quitar o financiamento. A expectativa é de que o novo prazo ajude a melhorar o atual cenário das pastagens existentes no Estado.

Segundo a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), para recuperar cerca de nove milhões de hectares degradados serão necessários pelo menos R$ 11,7 bilhões, considerando um custo médio de aproximadamente R$ 1,3 mil por hectare recuperado.

Nos oito primeiros meses deste ano, agricultores e pecuaristas de Mato Grosso contrataram R$ 459 milhões de um total de R$ 650 milhões disponíveis através do FCO-Rural, 51% a mais que no mesmo período de 2010. A previsão é de que com o maior prazo para os investimentos em pastagem, a procura por recursos aumente significativamente.

Para a Acrimat, a maior possibilidade de novos investimentos na recuperação de áreas degradadas deve promover avanços na produção de carne em Mato Grosso. Segundo o superintendente da associação, Luciano Vacari, a linha de novos pastos deve fazer com que o potencial produtivo do Estado seja ampliado. A capacidade de lotação já é uma das maiores do país.

O aumento da produtividade da fazenda é o maior objetivo Meister. Quando a reforma do pasto for concluída, o pecuarista espera ampliar o rebanho dos atuais dois mil para 2,5 mil animais.

Apesar de aprovado na reunião do Conselho Deliberativo do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste, a regulamentação da linha de crédito deve acontecer nos próximos dez dias.

CANAL RURAL

Anúncios

Santa Catarina libera entrada de produtos vegetais do Paraguai

No entanto, portaria mantém suspensão preventiva do ingresso de animais suscetíveis à febre aftosa

O Estado de Santa Catarina revogou, no dia último dia 30, a portaria 59, a qual impedia a entrada de produtos vegetais (grãos gerais), oriundos do Paraguai.

Entretanto, a portaria 60, assinada pelo Secretário da Agricultura e da Pesca do Estado, João Rodrigues, manteve a suspensão preventiva do ingresso de animais suscetíveis à febre aftosa, seus produtos e subprodutos originários do Paraguai, até que cessem as razões epidemiológicas do foco de febre aftosa naquele país.

AGÊNCIA SAFRAS

26ª EDIÇÃO DO PONCHE VERDE DA CANÇÃO GAÚCHA -TRIAGEM

1. NÓS SOMOS NO MAIS ASSIM
RITMO: MILONGA
LETRA : XIRU ANTUNES
MÚSICA: RICARDO MARTINS
CIDADE: PELOTAS

2. O DESENHO DA FLOR
RITMO: CHAMAMÉ
LETRA: RAFAEL TEIXEIRA

MÚSICA: CRISTIAN CAMARGO
CIDADE: CACHOEIRA DO SUL – PELOTAS

3. HUELLA DE LA CRECIENTE
RITMO: HUELLA PAMPEANA
LETRA E MÚSICA: RODRIGO JACQUES
CIDADE: JAGUARÃO

4. SOBRE CAVALOS E VENTOS
RITMO: MILONGA ARRABALERA
LETRA: GUJO TEIXEIRA
MÚSICA: CRISTIAN CAMARGO
CIDADE: LAVRAS DO SUL – CANDIOTA

5. O D’ONDE VENHO
RITMO: RAGUIDO
LETRA: GUJO TEIXEIRA
MÚSICA: LUCIANO MAIA
CIDADE: LAVRAS DO SUL – PORTO ALEGRE

6. CORAÇÃO DE CAMPO
RITMO: MILONGA
LETRA: ADRIANO ALVES E XIRU ANTUNES
MÚSICA: ANDRÉ TEIXEIRA
CIDADE: PELOTAS – SÃO GABRIEL

7. LEVANDO A PÁTRIA NOS TENTOS
RITMO: MILONGÃO
LETRA: ALVANY PEREIRA RODRIGUES

MÚSICA: RAUL QUIROGA
CIDADE: ESTÂNCIA VELHA – SÃO LEOPOLDO
8. PELAS MANHÃS DA FRONTEIRA
RITMO: CHAMARRA
LETRA: MATEUS DA FONTOURA E PAULO RIGHI
MÚSICA: RICARDO MARTINS
CIDADE: PORTO ALEGRE – LIVRAMENTO

9. PELO ESPELHO DO RIO
RITMO: CHAMAMÉ
LETRA: MATEUS DA FONTOURA
MÚSICA: MARCELO OLIVEIRA
CIDADE: PORTO ALEGRE E GRAVATAI

10. BORRACHO FICHA LIMPA
RITMO: VANERA
LETRA: JOÃO SAMPAIO E HEBER ESCOBAR

MÚSICA: ÉRLON PÉRICLES
CIDADE: PORTO ALEGRE

11. NA CAMA DO BOI
RITMO: CHAMAMÉ
LETRA: JAILSON SALDANHA E VANDERLEI BATISTA
MÚSICA: VANDERLEI BATISTA
CIDADE: MANOEL VIANA – SÃO FRANCISCO DE ASSIS

12. RIO GRANDE DE LIMA FREITAS
RITMO: MILONGA
LETRA: JORGE RODRIGUES
MÚSICA: CICERO FONTOURA
CIDADE: DOM PEDRITO

13. OUTRA LUA POR TI
RITMO: RASGUIDO
LETRA: ADRIANO ALVES
MÚSICA: MACELO OLIVEIRA

CIDADE: PELOTAS – GAVATAI

14. PÁTRIA PAMPA
RITMO: MILONGA
LETRA E MÚSICA: SÉRGIO ROBERTO VIIERA
CIDADE: DOM PEDRITO

MÚSICAS CLASSIFICADAS 10ª MOSTRA

1. DE TEMPOS… MARCA E SAUDADE

RITMO: MILONGA
LETRA : IVO MARTINS EGUILHOR
MÚSICA: WILLIAN DOS SANTOS EGUILHOR

2. DE SÃO SEBSTIÃO AO ESPINILHO
RITMO: CHAMARRA
LETRA: RAFAEL XAVIER E CARLITOS QUADROS
MÚSICA: GUSTAVO MARTINS

3. GRATIDÃO
RITMO: MILONGA
LETRA E MÚSICA: DIEGO GUTERRES

4. DE CAMPO, MATO E BANHADO
RITMO: CHAMARRA
LETRA E MÚSICA: JOÃO LUIZ EGUILHOR

5. NA LIDA BRUTA
RITMO: CHAMARRA

LETRA E MÚSICA: JOÃO FRANCISCO BELEM ALVES

6. PORTEIRAS
RITMO: CHAMAMÉ
LETRA E MÚSICA : GETUILIO SAANTANA SILVA

7. DE ALMA CANTO E QUERÊNCIA
RITMO: MILONGA
LETRA: JUNIOR GUEDES E CLAUDIO SOUZA

MÚSICA: DJESON GUEDES

8. DE BOLCADAS E BOLEIAS
RITMO: MILONGÃO
LETRA: JOSÉ AMILCAR FERREIRA
MÚSICA: JOÃO ANTONIO FARINHA

9. LEGADO DE PAZ
RITMO: COMPASSO TAIPERO
LETRA: SANDRO MAIA CASTILHO

MÚSICA: ALEXSON MASSAGÃO

10. DE MALA, CUIA E VIOLÃO
RITMO: CHAMAMÉ
LETRA: JORGE RODRIGUES
MÚSICA: CICERO FONTOURA

11. VIVANDEIRA
RITMO: ZAMBA
LETRA E MÚSICA: SÉRGIO ROBERTO VIEIRA

12. DESSAS ZEBUAS DE AGORA
RITMO: RANCHEIRA
LETRA: MATHEUS COSTA
MÚSICA: MORENO GARCEZ

*Colaboração: Rafael Xavier

Estados Unidos foi o maior produtor e consumidor de carne bovina do mundo em 2010

Cerca de 12,048 toneladas equivalentes de carcaça foram produzidas pelo país no ano passado

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, em inglês), a população norte-americana consumiu 12,04 mil toneladas equivalentes de carcaça (tec) de carne bovina em 2010.

Cerca de 12,048 mil tec foram produzidas no país no ano passado. Além de grandes produtores e maiores exportadores, os Estados Unidos são importantes importadores de carne bovina. O volume consumido no país é praticamente o mesmo produzido.

A cada quilo de carne bovina exportada, o país praticamente importou outro quilo para manter esta relação em 2010. As importações foram de 1.042 mil tec, enquanto as exportações chegaram a 1,043 mil tec.

Situação que não ocorreu com Brasil, Austrália, Índia e Nova Zelândia, outros quatro principais exportadores mundiais.

SCOT CONSULTORIA