Os senhores da Guerra – A batalha chegou a Caçapava do Sul

Filme Os senhores da Guerra rodou cenas do Forte Dom Pedro 2º e no Vale dos Lanceiros

Marilice Daronco | marilice.daronco

O filme Os Senhores da Guerra se despediu da região central do Estado neste sábado, com gravações no Forte Dom Pedro 2º e no Vale dos Lanceiros. Lá, foi representada a viagem de Carlos Bernardino Bozano (Rafael Arteche), um dos protagonistas, e seu mentor, o major Ramón Diaz (Leonardo Machado), entre Ijuí e Santo Ângelo feita em 1924. A cena faz parte da segunda parte do filme: O Passo da Cruz.

>> Confira imagens das gravações em galeria de fotos

As cenas eram de diálogo e de cavalgada dos dois personagens ao redor do forte. Uma grua foi usada para captar imagens no local. Não houve figurantes.
_ Achei muito importante ter um lugar aqui da nossa cidade aparecendo no filme. E, melhor ainda, poder assistir às gravações de camarote. Acho que isso vai valorizar a nossa cidade _ comemorou a aposentada Nely Dornelles, 55 anos, que mora a poucos metros do forte e assistiu às gravações da janela de casa, com o neto, João Vitor Schirmer, 6 anos.

Os Senhores da Guerra vai mostrar a história dos irmãos Bozano. O intendente de Santa Maria (cargo que corresponde ao de prefeito) Júlio Raphael de Aragão Bozano (Rafael Cardoso), chimango, defensor de Borges de Medeiros, e Carlos Bernardino, um maragato que queria mudanças no governo. Os dois irmãos estiveram em lados opostos dos campos de batalha.
_ Ao longo da história, os dois irmãos vão seguindo caminhos opostos. O filme começa com o Júlio como uma alta figura militar, ganhando a batalha, enquanto o Carlos leva um tiro e quase morre. Na segunda parte, é o Carlos quem tem destaque. As histórias vão se invertendo e quem acaba sendo vítima de uma conspiração é o Júlio _ conta Arteche.

Santa Maria serviu de cenário na primeira parte do filme, O Passo das Carretas, em maio de 2011. chimangos e maragatos se enfrentaram na areia do Passo do Verde, em cenas que envolveram cem figurantes e aproximadamente o mesmo número de cavalos.

Estão marcadas para esta quarta-feira as gravações das últimas cenas da produção. Elas devem ser rodadas em uma fazenda em Barra do Ribeiro, na região sul do Estado. O filme já está em grande parte pré-editado e será dividido em duas partes de uma hora e meia cada e que podem chegar ao cinema juntas ou separadamente. O filme, baseado no livro homônimo do autor caçapavano José Antônio Severo, também está adaptado para a TV, podendo ser exibido como uma série em seis capítulos. A previsão é que as duas partes da obra estejam prontas no final de setembro.

Fonte: Diário de Santa Maria

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: